As 9 tendências tecnológicas que devem impactar o mundo em 2021

A necessidade de resiliência operacional nunca foi tão necessária no mundo dos negócios como agora. Exatamente por este motivo, as tecnologias que devem impactar o mundo em 2021 serão aquelas que ajudem as organizações a serem mais flexíveis e com maior capacidade de adaptação às circunstâncias. É o que aponta o levantamento da Gartner sobre quais são as grandes tendências tecnológicas que surgirão neste ano.  

Líder em pesquisas que promovem insights de negócios, a Gartner aposta que as tendências de 2021 se enquadram em três temas: foco nas pessoas, independência de localização e entrega resiliente. As 9 tendências apresentadas não operam isoladamente. Juntas, elas possibilitam a plasticidade organizacional que orientará as empresas nos próximos 5 a 10 anos.  

 

Tendência 1: Internet de comportamentos 

A chamada internet de comportamentos (IoB ou Internet of Behaviors ) surge à medida que muitas tecnologias captam e utilizam os “rastros digitais” da vida diária (dados que abrangem os mundos digital e físico), dados que as pessoas geram no seu dia a dia. Essas informações podem ser usadas pelas organizações para influenciar o comportamento humano.  

De acordo com a Gartner, o IoB pode reunir, combinar e processar dados de muitas fontes, incluindo: dados comerciais de clientes; dados do cidadão processados ​​pelo setor público e agências governamentais; mídia social; implantações de reconhecimento facial em domínio público; e rastreamento de localização. Os analistas acreditam que até ao final de 2025, mais da metade da população mundial estará sujeita a pelo menos um programa IoB, seja ele comercial ou governamental. O problema é que, dependendo dos objetivos e resultados dos usos individuais, a utilização dessas tecnologias tem implicações éticas e sociais 

 

Tendência 2: Experiência total 

Permitir uma experiência satisfatória do utilizador é uma questão com a qual as organizações estão cada vez mais preocupadas. De acordo com a Gartner, uma das grandes tendências tecnológicas para 2021 é a “Experiência total”, que combina experiência do cliente, experiência do funcionário e experiência do usuário para transformar o resultado do negócio. Quando todas essas peças se cruzam, é possível melhorar a experiência geral 

Os analistas da consultora acreditam que conectar “fortemente todas essas experiências – ao invés de melhorar individualmente cada uma em um silo – diferencia uma empresa dos concorrentes de uma forma que é difícil de replicar, criando uma vantagem competitiva sustentável. 

 

Tendência 3: Computação que aprimora a privacidade 

As legislações de dados já são uma realidade no Brasil e no mundo, forçando as organizações a se blindarem dos riscos de privacidade e compliance. Diante deste cenário, a Gartner acredita que a computação que aprimora a privacidade será uma tendência clara em uso. Os especialistas acreditam que essa tendência permite que as organizações colaborem em pesquisas com segurança em todas as regiões e com concorrentes, sem sacrificar a confidencialidade. 

 

Tendência 4: Nuvem distribuída 

Segundo um relatório do Gartner, uma média entre 75% e 90% dos dados deve ser gerada fora dos centros de armazenamento tradicionais e das nuvens individuais. Isso inclui tendências como a computação em nuvem distribuída.  

Quando se fala em nuvem distribuídaos serviços de cloud são disseminados para diferentes locais físicos, mas a operação, governança e evolução permanecem sob responsabilidade do provedor de nuvem pública. A ideia é acelerar a comunicação entre serviços globais, tornando-a mais responsiva em regiões específicas. Este modelo “fornece um ambiente ágil para cenários de baixa latência, reduz os custos de dados e ajuda a acomodar as leis que determinam que os dados devem permanecer em uma área geográfica específica.  

 

Tendência 5: Operações em qualquer lugar 

Este modelo operacional permite que os negócios sejam acessados, entregues e habilitados em qualquer lugar, fornecendo experiências virtuais e físicas aprimoradas para funcionários e clientes. Mais do que teletrabalho e atendimento remoto ao cliente, tal modelo operacional inclui experiências de valor agregado em colaboração e produtividade, garantindo nuvem e infraestrutura de ponta, acesso remoto seguro e automação para suportar operações remotas.  

 

Tendência 6: Malha de segurança cibernética 

A malha de segurança cibernética é uma abordagem arquitetônica distribuída para controle de segurança cibernética escalonável, flexível e confiável. Este conceito refere-se à tecnologia que permite que qualquer pessoa tenha acesso a qualquer ativo digital com segurança, independentemente de onde o ativo ou pessoa estejam localizados. 

Conforme as operações continuam a evoluir, a malha de segurança cibernética será a abordagem mais prática para garantir o acesso e o uso seguro de aplicações baseadas em computação em nuvem e dados distribuídos de dispositivos não controlados. 

 

Tendência 7: Negócio inteligente combinável 

Segundo o levantamento da Gartnercontexto mundial atual tem levado as organizações a acelerar a estratégia de negócios digitaise tomar decisões mais rápidas e assertivas, para sobreviver em um ambiente em constante mudança.  

Para tornar possível a criação deste tipo de negócio inteligente combinável, as organizações devem ampliar o acesso às informações, ter uma visão ampla dos dados e responder rapidamente às implicações desta visão 360º, permitindo maior autonomia e democratização em toda a empresa. Ou seja, as tecnologias que beneficiam a tomada de decisão, graças à riqueza de dados e conhecimento, terão um papel cada vez mais relevante.  

 

Tendência 8: Engenharia de Inteligência Artificial 

A inteligência artificial (IA) pode aumentar ou automatizar decisões e tarefas hoje executadas por humanos, tornando-a indispensável para a transformação de negócios digitais. Os pilares da engenharia da inteligência artificial são DataOpsModelOps e DevOps. Segundo o Gartner, uma estratégia robusta nesta área vai facilitar o desempenho, escalabilidade, interpretabilidade e confiabilidade dos modelos de inteligência artificial, ao mesmo tempo que agrega maior valor aos investimentos feitos neste tipo de tecnologia. 

 

Tendência 9: Hiperutomação 

Hiperutomação é a ideia de que tudo o que pode ser automatizado em uma organização deve ser automatizado. A aceleração dos negócios digitais exige eficiência, agilidade e democratização. Isso significa que as organizações que não dedicarem seus esforços para garantir eficácia e agilidade de negócios serão deixadas para trás.  

 

Fonte: https://www.gartner.com/smarterwithgartner/gartner-top-strategic-technology-trends-for-2021/  

 

Posts relacionados

18

out
Finance Services

Dynamics 365 Field Service: como a Inteligência Artificial (IA) pode transformar o modelo de atendimento em proativo e preditivo

Por Maíra Brandão Rotas mal planejadas, atrasos nos atendimentos, escalonar a equipe incorreta para executar determinado serviço, demora na reposição de estoque, falha na comunicação… Esses são alguns dos desafios enfrentados diariamente por empresas que trabalham com field service, que afetam diretamente a eficiência no atendimento ao cliente. Se sua equipe de atendimento lida com esses problemas […]

04

out
Finance Services

Implementando transformação digital em sua empresa? Saiba como o Microsoft Dynamics 365 pode direcionar as ações e levar a organização rumo ao sucesso

Por Maíra Brandão Um raio-x da transformação digital no Brasil mostra que 45,7% das empresas brasileiras já estão implementando uma estratégia de Transformação Digital, enquanto 30,5% estão atualmente desenvolvendo uma estratégia e apenas 1,9% dos entrevistados não possuem planos para essa transformação.  Se analisarmos os números por porte de empresa, entre as que possuem faturamento anual de até 10 milhões,[…]