Automação de tarefas com RPA

RPA: A tecnologia que está cada vez mais presente nas rotinas e operações do mundo corporativo .

O formato de operação ideal sempre foi uma pedra no sapato de qualquer diretor da área. São muitas problemáticas que colaboram para isso:

  • funcionários demais,
  • funcionários de menos,
  • rotatividade no setor,
  • baixa produtividade,
  • gargalos em processo,
  • tempo ocioso em excesso,
  • erros de execução

E muitas outras coisas.

Visando simplificar a gestão de tudo isso, algumas inovações passaram a fazer parte do dia a dia das empresas.

Uma das ferramentas dessa transformação é a Tecnologia RPA (Robotic Proccess Automation). Ela representa um dos principais avanços que as rotinas corporativas tiveram nos últimos tempos: a automação.

Como narra a Teoria da Indústria 4.0, a automação é um dos pilares fundamentais e que ganhou notoriedade no chão de fábrica – mas que já está presente em todos os demais segmentos, como serviços e varejo, invadiu escritórios e até repartições públicas.

Foi graças à sua importância que ela impulsionou a ressignificação de uma cultura corporativa focada em pessoas e processos repetitivamente massantes, ao mesmo tempo em que reduz custos e facilita a execução de tarefas.

De acordo com a Gartner, em média 30% dos custos operacionais de hoje serão apagados do histórico apenas por causa da adoção da automação e do redesenho de modelos de operação. Um impacto e tanto!

Mas o que está por trás da Tecnologia RPA? Veja o post e saiba tudo.

Conheça o Robotic Process Automation e entenda como esta tecnologia pode melhorar a eficiência em sua empresa

O que é o RPA?

RPA é a sigla da expressão em inglês Robotic Process Automation, que significa Automação de Processos por Robótica. Mas não se trata daqueles robôs humanóides que vemos nos filmes – e sim de softwares que, por meio da tecnologia RPA, são capazes de processar transações, enviar notificações, fazer cobranças, disparar e-mails (ou uma sequência deles) e se comunicar com outras aplicações.

De um jeito simples, podemos descrever a Tecnologia RPA como um robô em formato de software que realiza tarefas automáticas para que as pessoas fiquem livres para tarefas mais nobres e estratégicas, como tomadas de decisão e outras que demandem a inteligência humana.

Como a tecnologia funciona? 

A base do RPA – como o próprio nome diz – é a própria Robótica. Dessa forma, o software RPA é comandado por códigos e algoritmos que executam funções e tarefas de acordo com um script pré-alinhado. Isso acontece no front-end dos códigos, sem alterar o back-end, sem erros e sem intervenção humana: tudo 100% automatizado e funciona de maneira independente e autônoma, diferenciando-se do funcionamento de outros tipos de automação.

RPA x AI: eles são a mesma coisa?

Apesar de serem muito parecidas, as duas tecnologias são diferentes. O RPA é totalmente focado na execução de tarefas repetitivas e automáticas a partir de roteiros pré-estruturados. É literalmente seguir um passo a passo, como numa equação matemática.

Esse processo não deve estar dependente de interpretação de contextos, estando 100% em um viés operacional e de execução. Com isso, você garante que a execução de determinada tarefa será totalmente de acordo com o esperado, sem que haja interferência da interpretação de padrões por parte de uma tecnologia como a IA.

É muito simples: você manda e o RPA obedece, e ele faz isso exatamente da forma que você o ensinou.

De qualquer forma, pode acontecer de alguma operação em específico demandar uma autonomia ainda maior do RPA. Neste caso, é totalmente possível integrá-lo com soluções de IA que possam apoiá-lo para que ele englobe também a tomada de decisão de forma independente.

Quais são as vantagens de adotar o RPA nas empresas?

Há muitos benefícios ao adotar a tecnologia RPA na sua empresa. No entanto, podemos destacar 3 principais que são a essência dos demais. Veja: 

  1. Otimiza a realização de tarefas: significa que todas as atividades automáticas serão feitas de forma muito mais rápida do que se fossem executadas por um humano. Isso acontece por fatores como cansaço, por exemplo, que acometem humanos que realizam tarefas repetitivas (já que tais tarefas foram feitas para máquinas).

  2. Aumenta a produtividade de colaboradores: seguindo o mesmo racional do tópico acima, uma vez que você direciona os humanos de seus times para tarefas de maior complexidade, largando as tarefas automáticas na mão dos softwares de RPA, você motiva seus colaboradores e engaja-os em desafios que estão realmente à altura da mente humana.

  3. Redução de custos operacionais: ao encaminhar os humanos para tarefas mais complexas e otimizar a realização de tarefas repetitivas, você reduz os custos da operação. A tecnologia RPA – com sua rapidez e precisão – evita que você caia no erro de inflar sua operação para dar conta das tarefas automáticas.

O impacto positivo da redução da carga manual

É importante reconhecer que o RPA tem um papel muito importante na diluição da sobrecarga dos colaboradores. Uma vez que os robôs assumem as tarefas automáticas, os humanos conseguem ter mais autonomia para focar naquilo que realmente importa: nas atividades em que ele não pode ser substituído.

Por outro lado, se ganha os funcionários, então ganha a empresa. Isto é, além de alavancar a produtividade e os indicadores de felicidade e satisfação do seu “cliente interno”, o RPA também ajuda você a dar agilidade e exatidão a um processo moroso. Isso significa mais resultado em menos tempo.

Quais são os mercados que podem contar com essa tecnologia?

Há uma lista interminável de áreas que podem se beneficiar com a Tecnologia RPA. Os serviços para outras empresas são o principal público-alvo que pode tirar muitas vantagens ao apostar na inovação. Veja alguns desses segmentos:

Gestão de relacionamento com o cliente: em tarefas dentro de CRMs, os sistemas de gestão para esta área. Estas atividades estão acopladas a estas ferramentas, e dão apoio no envio de notificações e nas cadências de contatos de prospecção, por exemplo.

Gestão interna de colaboradores: em tarefas como atualização de perfis de colaboradores e clientes, por exemplo, que são tarefas repetitivas e que podem ser facilmente replicadas por um software RPA a partir da consolidação de um script.

Gestão de pessoas e recrutamento: em tarefas como gerenciamento de banco de currículos, por exemplo, atividade que demanda esforço em sua realização e nenhum raciocínio, em contrapartida, apenas identificação de características-chave.

Gestão do pós-venda: em tarefas como faturamento e processamento de pedidos feitos, cobranças de débitos e fazer registros para alimentar um histórico. Tudo isso são atividades automáticas que podem muito bem sair da mão de um humano para uma tecnologia RPA realizar a partir de um script pré-elaborado.

Entre as principais ferramentas do mercado, está o Power Automate, solução Microsoft que já tem grandes casos de sucesso em nosso escritório de projetos. Ainda que seja uma ferramenta simples, ela é bastante completa e bem poderosa, trazendo inúmeras possibilidades para quem quer rapidez, eficiência e segurança aliada à inteligência do AI Builder.

Contate nosso time para seguir no tema automação: contato@bizapp.com.br
Veja mais conteúdos do Power Automate: Clique aqui e conheça mais sobre a solução da Microsoft

Posts relacionados

Integrando Ferramentas

25

abr
Business Solutions

Integração de apps e sistemas: Por que isso é importante para sua empresa?

Utilizar várias ferramentas para fazer o nosso trabalho virou uma rotina em companhias de todos os lugares. Isso facilitou muito o nosso dia a dia. Quando falamos em Transformação Digital, é disso que estamos falando: aproveitar todas as facilidades que a tecnologia nos proporciona para trabalhar melhor e alcançar nossos melhores resultados de maneira mais fácil. No […]

Projetos de Inteligência Artificial

04

abr
Business Solutions

Inteligência Artificial: ela aprimora a experiência do cliente?

A Inteligência Artificial (IA) impulsionou a qualidade e a agilidade com as quais fazemos nossas entregas profissionais. Aliada às demais tecnologias do stack chamado Indústria 4.0, ela revolucionou o chão de fábrica e as baías de escritório. Os ganhos em rapidez, assertividade e capacidade de tomar decisões de maneira racional são os principais destaques de dispositivos de[…]