Futuro dos aplicativos de desenvolvimento low-code no cenário corporativo

Quatro importantes motivos levaram as empresas a voltar suas atenções para o desenvolvimento de ferramentas low-code: a tecnologia acelera a implementação de novos serviços digitais; gera aplicativos seguros preparados para demandas atuais e futuras; é capaz de modernizar sistemas legados com mais agilidade e atua na automação de demandas por meio de diversas integrações.

De acordo com a Forrester Research, o gasto total com baixo código está previsto em US $ 21,2 bilhões até 2022. A razão para este crescimento reside na crescente pressão sobre a TI para agregar valor aos negócios – acelerada pela pandemia COVID-19 – e as limitações do desenvolvimento tradicional que dificultam a produtividade dos desenvolvedores e aumentam backlogs.

As plataformas de baixo código empregam técnicas visuais de arrastar e soltar em vez das linhas tradicionais de programação. Com sua abordagem visual para a codificação, o desenvolvimento de low-code pode capacitar as equipes de desenvolvimento existentes para construir aplicativos multiexperiência de alta qualidade mais rapidamente.

Uma pesquisa da consultoria McKinsey mostra que empresas que contam com ferramentas fortes para planejamento, desenvolvimento, colaboração e integração e entrega contínuas são 65% mais inovadoras do que as empresas que não se encaixam nesse perfil.

Microsoft como líder em plataformas de aplicativos corporativos de baixo código

Antes mesmo da pandemia da Covid-19 acelerar o mercado de Apps Low-code, a Microsoft já estava sendo reconhecida pelo Gartner como líder em plataformas de aplicativos corporativos de baixo código (Magic Quadrant Enterprise Low-Code Application Platforms).

O prêmio é um reconhecimento por soluções como o Microsoft PowerApps, uma plataforma de aplicativos de baixo código e alta produtividade que capacita cada desenvolvedor a realizar mais. A plataforma ainda dispõe de recursos de AI Builder de baixo código para incluir soluções de aprendizado de máquina e Inteligência Artificial em aplicativos e fluxos de trabalho.

Os usuários ainda podem usufruir da integração da plataforma com o Dynamics 365 e recursos aprimorados de nível empresarial, como lógica do lado do servidor, processos de negócios, segurança avançada e suporte profissional ao desenvolvedor.

Como identificar quais projetos são bons candidatos para a abordagem low-code?

Embora nenhuma regra se aplique a todas as empresas, existem aplicativos corporativos típicos que têm maior envolvimento comercial e podem utilizar o desenvolvimento de baixo código:

  • Novos aplicativos de negócios (sistemas de engajamento)
  • Aplicativos multicanais
  • Novos aplicativos de relatório de criação, leitura, atualização e exclusão com fluxos de trabalho simples e fluxos de trabalho de integração
  • Substituição de aplicativos legados (aqueles que, por conta do tempo, começam a se tornar obsoletos dentro das rotinas em uma organização) por recursos simplificados e padronizados

A Bizapp colabora com empresas para identificar os aplicativos e projetos certos para desenvolvimento low-code, como parte da estratégia geral de modernização do portfólio de aplicativos. Capacitamos muitas empresas a usufruir da velocidade e das vantagens de desenvolvimento contínuo que as plataformas de baixo código oferecem enquanto as questões de governança e segurança são tratadas. Para saber mais sobre a estratégia mais adequada para alavancar aplicativos low-code em sua empresa, entre em contato com nosso time de especialistas.

Posts relacionados

14

jun
Business Solutions, Microsoft Power Platform

Power Pages – A novidade da Microsoft para criação de páginas web

Nos últimos dias, a Microsoft anunciou o quinto elemento da família Power Platform: o Power Pages. A novidade traz recursos para construção de páginas web utilizando o modelo low-code, isto é, estruturas e moldes prontos que permitem que qualquer usuário crie interfaces para internet, de maneira rápida e segura. Durante anos, a solução Power Portals da família[…]